Costa afirma que 136 mil desempregados serão poupados ao corte do subsídio já em junho

  • Lusa
  • 26 Maio 2017

Travão ao "corte cego", diz o primeiro-ministro, vai ser beneficiado por 58% dos que estavam em risco de sofrer o corte, num universo de 234 mil desempregados.

O secretário-geral do PS afirmou esta sexta-feira que, a partir de 1 de junho, o fim “do corte cego” de 10% nos subsídios de desemprego irá abranger 136 mil pessoas desempregadas de longa duração, 58% do total.

António Costa, líder socialista e primeiro-ministro, falava no encerramento das Jornadas Parlamentares do PS em Bragança, na fase do seu discurso que dedicou às políticas do Governo em relação às prestações sociais.

Segundo o líder socialista, no próximo dia 1 de junho entrará em vigor “um travão fundamental para que não se aplique de modo cego o corte de 10% nos subsídios de desemprego a todos aqueles que estão há mais anos a receber esta prestação e que estão agora em risco de perdê-la”.

“Com a nova regra, que fixa um limiar, que não permitirá a ninguém que esse corte os coloque abaixo do Indexante de Apoios Sociais (IAS), significa que 58% dos que estavam em risco de sofrer o corte, num universo de 234 mil, no próximo dia 1 de junho, deixam de estar confrontados com esse risco“, declarou o líder do executivo.

António Costa completou que esse corte, a acontecer, “seria brutal para a estabilidade e perspetiva de vida” de muitos desempregados de longa duração.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Costa afirma que 136 mil desempregados serão poupados ao corte do subsídio já em junho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião