Desemprego na Zona Euro cai para 9,3%

O desemprego na Zona Euro está nos níveis mais baixos desde março de 2009.

A taxa de desemprego da Zona Euro recuou para 9,3% em abril, abaixo dos 9,4% registados em março. É o valor mais baixo desde março de 2009, nota a informação divulgada, esta quarta-feira, pelo Eurostat. Já no conjunto da União Europeia, a taxa recuou 0,1 pontos em abril, para os 7,8%.

Ao todo, havia 19,1 milhões de pessoas desempregadas na União Europeia em abril, menos 253 mil pessoas do que em março. Dessas, 15 milhões estava apenas na Zona Euro, uma redução de 233 mil pessoas desempregadas.

A Alemanha mantém-se como o país da Zona Euro com a taxa de desemprego mais baixa, de 3,9%, o mesmo valor que regista já desde janeiro deste ano. Já as taxas mais elevadas continuam a ser as da Grécia (23,2% em fevereiro, o último mês disponível) e Espanha (17,8%). Portugal terá registado uma taxa de desemprego de 9,8% em abril, a mesma de março, segundo as estimativas provisórias divulgadas na terça-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Por outro lado, as maiores quebras homólogas da Zona Euro registaram-se em Espanha (que tinha uma taxa de desemprego de 20,4% em abril do ano passado) e na Irlanda (que recuou de 8,4% para 6,4%).

O desemprego jovem também está a diminuir. Em abril, a taxa de desemprego entre os jovens foi de 16,7% na União Europeia e de 18,7% na Zona Euro, valores que representam quebras em cadeia de 0,2 pontos percentuais e 0,3 pontos, respetivamente. Ao todo, havia 3,7 milhões de jovens desempregados na União Europeia, dos quais 2,6 apenas na Zona Euro.

(Notícia atualizada pela última vez às 10h18 com mais informação).

Comentários ({{ total }})

Desemprego na Zona Euro cai para 9,3%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião