Theresa May ganha nas sondagens e nos donativos

Atual primeira ministra deverá alargar a sua maioria parlamentar nas eleições do próximo dia 8 de junho no Reino Unido, apontam as sondagens. Também no plano financeiro May surgem destacada.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, vai a caminho de aumentar a maioria parlamentar do seu Partido Conservador nas próximas eleições britânicas. Isto numa altura que os dados sobre os donativos às diferentes campanhas indicam que May também lidera incontestavelmente.

De acordo com a Comissão Eleitoral, que publica todos os donativos acima das 7.500 libras, mostrou que o Partido Conservador recebeu 3,8 milhões de libras (cerca de 4,36 milhões de euros) em grandes donativos na terceira semana da campanha para as eleições que se realizam a 8 de junho. Já a principal força da oposição, o Partido Trabalhista, recebeu 331,5 mil libras (380 mil euros), enquanto os Democratas Liberais angariaram 310,5 mil libras (357,4 mil euros).

No terreno político, de acordo com uma sondagem da Bloomberg, Theresa May deverá alargar a sua maioria no Parlamento britânico. A cerca de uma semana da ida às urnas, seis das principais empresas de sondagens no Reino Unido — ICM, Ipsos MORI, ComRes, Opinium, Survation and YouGov — estão de acordo quanto ao facto de May estar bem posicionada para derrotar o seu principal rival, o trabalhista Jeremy Corbyn. Cinco das seis companhias de sondagens anteveem uma maioria de pelo menos 40 lugares de um total de 650 assentos na Câmara dos Comuns. Há estimativas que apontam para uma maioria de 200 lugares, inclusive.

May convocou eleições na esperança de conquistar um maioria superior, procurando legitimidade para negociar com a União Europeia os termos da saída do Reino Unido do projeto comunitário. Começou com uma vantagem de 20 pontos face ao Partido Trabalhista, mas as últimas sondagens diminuíram a margem de May.

Algo que não deverá, ainda assim, retirar a vitória clara da candidata conservadora no próximo dia 8, de acordo com a Bloomberg. Isto porque, no Reino Unido, o sistema eleitoral possibilita que um partido possa conquistar a maioria absoluta sem ter a maioria do voto popular.

As estimativas de maioria de May na Câmara dos Comuns situam-se entre os 50 e os 100 lugares, o que compara com os 17 assentos no último parlamento. A estimativa mais pessimista para a líder dos conservadores aponta para uma vitória com 32 lugares de diferença.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Theresa May ganha nas sondagens e nos donativos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião