Petróleo em queda traz descida nos combustíveis

O petróleo continua a perder fôlego. Está abaixo dos 50 dólares nos mercados, levando à queda das cotações tanto da gasolina como do gasóleo. Há, por isso, boas notícias para os condutores nacionais.

Se tem de atestar o depósito do automóvel, prepare-se… para pagar menos. É que os preços de venda dos combustíveis vão descer no arranque da semana, com o gasóleo, o preferido dos consumidores nacionais, a registar a descida mais pronunciada em resultado da queda das cotações do petróleo nos mercados internacionais. O barril está abaixo dos 50 dólares.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) chegou a acordo para manter o corte na produção, mas os investidores ignoraram o impacto, até porque os inventários dos EUA continuam elevados. O desequilíbrio no mercado mantém as cotações sob pressão, levando a que tanto o West Texas Intermediate como o Brent recuem. O WTI está nos 47,55 dólares e o Brent nos 49,82 dólares. Caem ambos mais de 1,5%.

A descida acentuada das cotações do petróleo ditou uma desvalorização também nas cotações da gasolina e do gasóleo nos mercados internacionais. Enquanto a cotação média semanal da gasolina desceu 2,19%, já em euros, no caso do gasóleo, o combustível mais vendido em Portugal, assiste-se a uma queda de mais de 5% para 402 euros por tonelada métrica. Resultados? Vêm aí descidas nos preços.

Depois da subida de um cêntimo, o diesel deverá baixar cerca de dois cêntimos no arranque da semana, de acordo com os cálculos do ECO com base nos dados da Bloomberg. E mesmo a gasolina tem margem para apresentar uma redução de um cêntimo por litro nos postos de abastecimento nacionais.

Com estas descidas, o gasóleo simples deverá passar a ser comercializado a um valor de 1,205 euros por litro, abaixo dos 1,225 euros atuais, segundo os dados da Direção-Geral de Energia e Geologia. No caso da gasolina simples de 95 octanas, que está a ser comercializada a 1,454 euros, deverá assistir-se a uma descida para 1,444 euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Petróleo em queda traz descida nos combustíveis

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião