António Mexia faltou ao encontro do Bilderberg

  • ECO
  • 8 Junho 2017

O presidente executivo da EDP foi constituído arguido no caso dos CMEC e faltou a um dos encontros mais restritos do mundo.

Dos 130 convidados pelo Clube Bilderbeg para o encontro deste ano, só dois não compareceram. Um foi J. D. Vance, autor e investidor norte-americano, que estava prestes a ser pai. O outro foi António Mexia, presidente executivo da EDP, que foi recentemente constituído arguido no caso dos Custos de Manutenção do Equilíbrio Contratual (CMEC).

A informação é avançada pelo Expresso (acesso pago), que dá conta de que o gestor faltou àquele que é um dos encontros mais restritos do mundo, que todos os anos junta pouco mais de uma centena de personalidades de vários países, desde governantes a empresários, passando por diretores de serviços secretos.

Segundo o Expresso, no dia 2 de junho, quando António Mexia foi constituído arguido, o seu nome já tinha sido apagado da lista oficial de convidados publicada no site do clube de Bilderberg.

Contactado pelo semanário, o presidente da EDP não quis fazer comentários sobre o porquê de ter faltado ao encontro. O Clube de Bilderberg também não respondeu.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

António Mexia faltou ao encontro do Bilderberg

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião