Uniplaces vence prémio europeu de “melhor plataforma”

A startup portuguesa Uniplaces, de Miguel Santo Amaro, foi uma das vencedoras dos prémios europeus The Europas, promovidos pelo TechCrunch.

A startup portuguesa Uniplaces está entre os vencedores dos prémios europeus para melhores startups, empreendedores e aceleradores da conferência The Europas. A empresa, cofundada por Miguel Santo Amaro, venceu o prémio na categoria de “Hottest Platform Economy/Marketplace” — vulgo “melhor plataforma”.

A The Europas é uma iniciativa organizada anualmente pelo jornalista de tecnologia Mike Butcher, do site TechCrunch. As votações para os prémios nas 28 categorias distintas começaram em meados de maio e decorreram online. Este ano, a representar Portugal, para além da Uniplaces, esteve a Unbabel, Hole19, Beta-i e o empreendedor Carlos Silva, fundador da Seedrs.

“Estou grato por fazer parte de tão fantástica equipa e focado em construir uma marca global. Também orgulhoso por um dos nossos investidores (Octopus/Alex) ter levado para casa a distinção de melhor VC [capital de risco]”, escreveu Miguel Santo Amaro no Facebook. “Estamos a contratar em todas as áreas na sede em Lisboa, no Reino Unido, em Espanha, em Itália e na Alemanha”, recordou.

A Uniplaces é uma plataforma que liga estudantes universitários a senhorios com quartos ou casas para alugar. A empresa conta ainda com outros dois fundadores: Ben Grech e Mariano Kostelec. No ano passado, a Uniplaces garante ter quadruplicado as receitas em relação ao ano anterio.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Uniplaces vence prémio europeu de “melhor plataforma”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião