Ministro da Educação diz que exame de Português não será anulado

  • Lusa e ECO
  • 28 Junho 2017

"Se alguém saiu beneficiado, sofrerá as consequências previstas no regulamento", declarou Tiago Brandão Rodrigues.

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, garantiu esta quarta-feira que o exame de Português do 12.º ano, cuja eventual fuga de informação está a ser investigada, não vai ser anulado.

Segundo o ministro, caso se confirme que houve uma fuga de informação, “o ministério agirá civil, disciplinar e criminalmente contra o seu autor ou autores. “Se alguém saiu beneficiado, sofrerá as consequências previstas no regulamento”, avançou ainda.

As declarações surgem depois de, na semana passada, ter vindo a público que circulou uma mensagem nas redes sociais e no WhatsApp que revelava exatamente o conteúdo do exame de Português que se realizaria nos dias seguintes.

Na altura, a notícia, avançada pelo Expresso, indicava ainda que a denúncia foi reencaminhada para o Instituto de Avaliação Educativa (IAVE), responsável pelos exames nacionais, que remeteu o caso para a Inspeção Geral de Educação e para o Ministério Público.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ministro da Educação diz que exame de Português não será anulado

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião