Prisa muda de CEO com venda da Media Capital à vista

Sainz abandona a liderança executiva da Prisa depois de não ter conseguido vender unidade de edição de livros. Mudança é anunciada no dia em que acionistas devem votar venda da Media Capital à Altice.

O Grupo Prisa vai ter um novo presidente executivo a partir de setembro. Pressionado pelos acionistas, o chairman do grupo de media espanhol, Juan Luis Cebrián, anunciou que José Luis Sainz vai abandonar o cargo de CEO em setembro. Para o seu lugar entra Manuel Mirat.

A notícia está a ser avançada pela Bloomberg. Trata-se de uma mudança no mesmo dia em que há lugar uma das assembleias gerais mais importantes para a Prisa e onde os acionistas deverão votar a favor da venda da filial portuguesa Media Capital, que detém a TVI, ao grupo Altice. O grupo francês confirmou no fim de semana que está em em negociações com a Prisa para comprar a Media Capital. O negócio pode rondar os 450 milhões de euros.

Sainz abandona a liderança executiva da Prisa depois de ter falhado a venda da sua unidade de edição de livros Santanilla, numa operação que iria render cerca de 2.000 milhões de euros e permitir fazer face ao vencimento de uma dívida de quase 690 milhões de euros no próximo ano.

Manuel Mirat é atualmente presidente executivo da divisão de notícias da Prisa, detentora de vários títulos como o El País.

Comentários ({{ total }})

Prisa muda de CEO com venda da Media Capital à vista

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião