Cenário de fusão tira EDP da pior série de perdas de sempre

A subida das ações da elétrica foi o principal destaque positivo numa sessão morna na bolsa nacional. O PSI-20 encerrou com ganhos ligeiros.

Os rumores a apontar para uma fusão entre a EDP e a Gas Natural retiraram as ações da elétrica nacional do pior ciclo de perdas da sua história, e ajudaram a bolsa nacional a encerrar com ganhos pela terceira sessão consecutiva. No resto da Europa, os principais índices bolsistas dividiram-se entre ganhos e perdas ligeiras no dia em que a negociação em Wall Street esteve fechada devido ao feriado do 4 de julho.

O PSI-20 fechou a ganhar uns escassos 0,01%, para os 5.181,15 pontos, apesar de apenas quatro das suas 19 cotadas terem terminado em terreno positivo. A EDP foi a cotada que mais puxou pelo índice nacional — 1,58%, para os 2,901 euros –, conseguindo assim provar os primeiros ganhos após 10 sessões consecutivas a negociar no vermelho.

EDP prova primeiros ganhos após dez sessões negativas

Fonte: Bloomberg (valores em euros)

As ações da elétrica liderada por António Mexia conseguiram capitalizar perante os rumores que surgiram no final da última segunda-feira, que indicavam existirem conversações iniciais entre a espanhola Gas Natural e a EDP, no sentido de uma eventual fusão que a concretizar-se daria origem a um gigante europeu do setor da energia. Entretanto ambas as empresas negaram a existência destas conversações, mas já depois de as ações da EDP terem chegado a valorizar mais de 4%.

O BCP foi outro dos títulos que ajudou a manter o índice bolsista nacional acima da linha de água. As ações do banco liderado por Nuno Amado valorizaram 0,62%, para os 24,2 cêntimos. Mas coube a outro título do setor financeiro comandar as subidas do PSI-20. Em concreto, as unidades de participação do Montepio que somaram 1,84%, para os 49,7 cêntimos, isto depois de a instituição ter anunciado na passada sexta-feira um aumento de capital e um memorando de entendimento entre a Associação Mutualista e a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. Um acordo que vai permitir a entrada da entidade liderada por Pedro Santana Lopes no capital do Montepio.

O avanço do PSI-20 acabou por ser travado pelo deslize dos títulos da Jerónimo Martins e da Galp Energia. As ações da retalhista desvalorizaram 0,47%, para os 17,06 euros, enquanto as da petrolífera recuaram 0,3%, para os 13,45 euros. Nota negativa também para a REN, cotada a quem coube comandar entre as quedas do índice nacional: as suas ações perderam 1,6%, para os 2,70 euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Cenário de fusão tira EDP da pior série de perdas de sempre

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião