Não há duas sem três: Agroop de novo na Seedrs. Quer 200 mil

  • Ana Batalha Oliveira
  • 17 Julho 2017

A startup portuguesa Agroop vai lançar uma nova ronda de financiamento na plataforma Seedrs, na qual pretende angariar 200 mil euros. É a terceira desde 2015.

A terceira campanha de financiamento da Agroop foi lançada na Seedrs e está ativa a partir desta segunda-feira. A tecnológica portuguesa para uma agricultura mais eficiente quer angariar 200 mil euros para financiar a expansão.

A Agroop foi a primeira empresa portuguesa a apostar na Seedrs para obter financiamento. A nova campanha arranca esta segunda-feira e o objetivo é de 200 mil euros, no mínimo, em troca de 9% do capital da empresa. Até agora, já conseguiu atingir 64% do objetivo, isto é, cerca 128 mil euros. caso esta seja uma operação de sucesso, a empresa atingirá uma valorização de mais de dois milhões de euros.

A fasquia está mais alta. Na primeira campanha, em 2015, a Agroop pretendia apenas financiar-se em 75 mil euros. O objetivo foi concretizado e o mesmo se passou em 2016, desta vez para a quantia de 100.000 euros. Desta forma, a startup conseguiu desenvolver o produto e consolidar a equipa. Agora, a meta é a expansão.

A escolha da Seedrs como meio de financiamento é explicada por Bruno Fonseca, CEO da Agroop: “não só chegar fácil e rapidamente a um vasto número de investidores, mas também promover o nosso produto junto de potenciais clientes e parceiros”. A Agroop é uma plataforma online na qual agricultores e associações de produtores podem ligar-se para uma gestão mais eficiente e colaborativa dos seus negócios.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Não há duas sem três: Agroop de novo na Seedrs. Quer 200 mil

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião