Paulo Vistas fez viagem à China paga pela Huawei

  • ECO
  • 28 Julho 2017

A tecnológica chinesa pagou viagem e estadia à China a Paulo Vistas, o presidente da Câmara Municipal de Oeiras. Outros nomes ligados ao PSD também viajaram com a Huawei.

O presidente da Câmara Municipal de Oeiras foi a um congresso sobre smart cities na China a convite da Huawei. Paulo Vistas confirmou essa viagem, realizada em setembro de 2014, esta sexta-feira ao Observador. O jornal também já revelou que a tecnológica chinesa pagou viagens a três dirigentes do PSD. Recentemente, um ano depois da sua divulgação, as revelações do caso Galpgate levaram o Ministério Público a abrir um inquérito para investigar a prática de crimes de recebimento indevido de vantagem.

Se no caso do Galpgate estão envolvidos três secretários de Estado e um deputado do PSD até ao momento, no caso do Huaweigate estão envolvidos nomes ligados ao PSD. É o caso do vice-presidente da bancada parlamentar, Sérgio Azevedo, o vereador do PSD na Câmara de Oeiras, Ângelo Pereira, e ainda o presidente da Junta de Freguesia da Estrela, Luís Newton. E, agora, o nome do independente Paulo Vistas, o atual presidente da Câmara Municipal de Oeiras, também está envolvido no caso.

Vistas recusou qualquer condicionamento, referindo que “Oeiras, enquanto concelho onde estão sedeadas as principais empresas de TIC, gostaria de acolher a Huawei no seu território”. O presidente da autarquia nega que exista problemas éticos, revelando ainda que participou num outro congresso a convite da Philips Lighting Portugal. Porém, Paulo Vistas não foi o único do executivo de Oeiras a rumar à China: meses depois, já em 2015, foi a vez de Ângelo Pereira, o vereador com o pelouro de “Licenciamentos Diversos e Smart Cities”, ir até à China para assistir a conferências sobre o tema.

Ângelo Pereira, que agora é candidato à autarquia nas eleições a 1 de outubro, nega que haja alguma ilegalidade, garantindo que Oeiras não optou por nenhuma solução de smart cities da Huawei. Em resposta ao Observador, a empresa afirmou que se pauta “pelos códigos de conduta e boas práticas do mercado, valorizando o desenvolvimento das TIC em todos os países onde está estabelecida, dinamizando iniciativas ligadas à educação em linha com as suas orientações de responsabilidade social”.

Paulo Vistas foi a um congresso sobre smart cities na China a convite da HuaweiKārlis Dambrāns/Flickr

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Paulo Vistas fez viagem à China paga pela Huawei

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião