Portugal mantém nível de alerta após ataque em Barcelona

  • Lusa
  • 17 Agosto 2017

O primeiro-ministro diz que não existe "nenhum indicador" que justifique alteração do “nível de risco” em Portugal.

O primeiro-ministro disse hoje que até agora não existe “nenhum indicador” que justifique alteração do “nível de risco” em Portugal depois do ataque em Barcelona e adiantou que o Governo não tem conhecimento de portugueses entre as vítimas.

“Os nossos serviços têm estado em contacto com as autoridades espanholas e até ao momento não há nenhum indicador que justifique alteração do nível de risco por parte do país”, afirmou o chefe do executivo, António Costa, em declarações aos jornalistas em Castanheira de Pera.

Questionado sobre se entre as 13 vítimas mortais e os 80 feridos já confirmados no ataque terrorista em Barcelona existe algum português, António Costa disse que, “até agora”, o Governo não tem “qualquer indicação” nesse sentido.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal mantém nível de alerta após ataque em Barcelona

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião