Abatido autor do atentado de Barcelona que estava a monte

A polícia da Catalunha realizou uma operação no concelho de Subirats, fora de Barcelona. O autor do ataque da passada quinta-feira, que esfaqueou um homem para roubar uma carrinha, foi morto.

Esta segunda-feira de tarde a polícia catalã, os Mossos, abateu Younes Abouyaaqoub, confirmou fonte policial ao El País. O homem que era procurado pela sua participação no atentado de Barcelona na quinta-feira passada, especificamente por ter esfaqueado mortalmente um homem para lhe roubar a carrinha e fugir do local, foi morto quando aparentava usar um cinto de explosivos que, de acordo com a agência Efe, já se confirmou ser falso.

A polícia catalã montou uma operação num concelho a cerca de 50 quilómetros de Barcelona após ter recebido um aviso de presença de pessoa suspeita. No Twitter, a polícia da Catalunha confirmou que abateu o suspeito.

O atentado, reclamado pelo grupo terrorista Estado Islâmico, matou 15 pessoas e também resultou numa centena de feridos, escreve o El País. Na noite do atentado, cinco terroristas foram abatidos, mas um suspeito continuaria a monte, de acordo com a polícia catalã. O suspeito era descrito como tendo a pele escura, o cabelo curto, 1,80 metros de altura e podendo usar barba. Foi este suspeito o abatido esta tarde a oeste de Barcelona, no bairro de Subirats, com o que aparentava ser um cinto de explosivos, mas que era simulado, segundo a Efe. A identificação tardou um pouco a ser confirmada.

A polícia da Catalunha tinha esclarecido esta segunda-feira de manhã que foram identificadas todas as 15 vítimas mortais do atentado da quinta-feira passada, incluindo a pessoa que foi esfaqueada, além dos 14 que foram abalroados por uma carrinha.

A 15.ª vítima mortal, Pau Pérez é o dono do automóvel que foi roubado por este suspeito, que terá esfaqueado a vítima para poder apoderar-se do veículo. Das restantes vítimas, seis eram espanholas, duas portuguesas, uma norte-americana, uma canadiana, três italianos, e uma criança com dupla nacionalidade britânica e australiana.

Rua evacuada devido a mochila

Esta segunda-feira também viu a evacuação de uma rua no centro de Barcelona, próxima do local onde acontecera o atentado, devido a uma mochila abandonada considerada suspeita. Tratava-se de um falso alarme e pouco depois a normalidade regressava ao local.

Na conferência de imprensa, as autoridades esclareceram que “cada vez que houve um atentado numa cidade europeia, as pessoas ficam mais sensíveis e a polícia faz verificações”. Já se confirmou que a mochila continha apenas “objetos pessoais”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Abatido autor do atentado de Barcelona que estava a monte

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião