À espera do BCE, PSI-20 e Europa sobem

  • Marta Santos Silva
  • 7 Setembro 2017

Uma maré verde mas expectante: foi assim que começou esta quinta-feira na Europa, horas antes de o BCE fazer uma conferência que pode finalmente marcar uma mudança de rumo no seu plano de estímulos.

No dia em que Mario Draghi pode finalmente revelar os planos do Banco Central Europeu para o programa de estímulos, a bolsa portuguesa abriu em alta, seguindo a tendência europeia. O PSI-20, o índice de referência nacional, subia apenas 0,02% pouco tempo depois da abertura, numa tendência acompanhada pelas principais praças e pelo índice europeu Stoxx 600, que também mostrava uma modesta alta de 0,03%.

A Jerónimo Martins negociava no negativo mas perto do zero, sendo uma das principais cotadas, juntamente com o BCP, a manter-se no vermelho. Enquanto a primeira caía 0,06% para os 16,70 euros, o segundo via-se a cair 0,85% para os 0,213 euros.

A dar o mote da subida estavam as energéticas Galp, EDP Renováveis e a casa mãe, favorecidas em parte pela alta de ontem do preço do petróleo, durante a passagem que ainda decorre do furacão Irma pelo Golfo do México. A Renováveis era a que mais subia: 0,64% para chegar quase aos sete euros; a casa mãe via-se com ganhos mais limitados de 0,19% para os 3,23 euros e a Galp a subir 0,35% para os 14,15 euros.

Em tendências inversas, as papeleiras: enquanto a Semapa era a que mais ganhava na bolsa esta manhã (mais 1,08% para os 15,38 euros), a Navigator Company era a segunda maior perdedora a seguir ao BCP, com -0,5% registados, a cair para os 3,51 euros.

Os juros da dívida portuguesa, também em antecipação da decisão do BCE que deverá chegar esta quinta-feira por volta das 13h, subiam ligeiramente, 0,2%, para se fixarem nos 2,85% de juros a dez anos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

À espera do BCE, PSI-20 e Europa sobem

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião