Banca portuguesa mais dependente. BCE aumenta financiamento

  • Ana Batalha Oliveira
  • 12 Setembro 2017

É o segundo mês consecutivo que o Banco Central Europeu aumenta o financiamento à banca nacional. Um sinal de que a banca portuguesa está mais dependente do banco central.

A confirmar a tendência de julho, o Banco Central Europeu voltou a aumentar o montante cedido aos bancos portugueses. Em agosto, estes foram presenteados com 23,59 mil milhões de euros. A dependência do banco central é desta forma reforçada.

A instituição presidida por Mario Draghi foi mais generosa com a banca portuguesa em agosto do que no mês anterior: 0,42% mais generosa, para precisar. No mês de julho, o BCE concedeu aos bancos nacionais 23,49 mil milhões de euros, a primeira subida desde o mês de abril, a partir do qual se tinham registado quebras sucessivas no financiamento.

Desde março de 2017 que o BCE não cedia um montante tão elevado. O financiamento à banca nacional atingiu o maior pico em 2012, quando o Banco Central concedeu a quantia de 60,5 mil milhões de euros.

A cedência de liquidez tem vindo a cair desde meados de 2013, quando os valores superavam os 50 mil milhões. E, em novembro do ano passado, tocaram um mínimo de 22,2 mil milhões.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Banca portuguesa mais dependente. BCE aumenta financiamento

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião