PSI-20 volta às quedas. Galp e Pharol contrariam

  • Juliana Nogueira Santos
  • 22 Setembro 2017

Com apenas quatro cotadas a negociarem em terreno positivo, o PSI-20 voltou às perdas. A Galp Energia e a Pharol destacam-se nos ganhos.

A bolsa de Lisboa inicia a última sessão da semana pintada de vermelho. Da banca às elétricas, passando pelas retalhistas, são 14 os títulos que seguem a negociar em terreno negativo, levando o principal índice bolsista português a perder 0,17%. A travar perdas maiores estão os títulos da Galp GALP 0,64% e da Pharol PHR 0,36% .

O PSI-20 segue pressionado pelo BCP, que perde 0,78% para 22,92 cêntimos e pelas elétricas, com a EDP a cair 0,56% para 3,21 euros, a EDP Renováveis a perder 0,40% para 7,17 euros e a REN a recuar 0,44% para os 2,74 euros. No setor do retalho, a Jerónimo Martins regista uma queda de 0,12% para os 16,54, depois de um alto quadro da empresa na Colômbia ter sido preso por corrupção, e a Sonae, cai 0,30%.

A registar quedas fortes está também a Mota Engil, que perde 0,89% para 2,90%.

No outro prato da balança está a Pharol que, ao avançar 3,18%, renova máximos de abril de 2017 e a Galp Energia que, ao contrário das outras empresas do setor energético avança 0,45% para 14,60 euros. As ações da empresa de telecomunicações seguem impulsionadas pelas notícias que dão conta do interesse da China Mobile numa participação na brasileira Oi.

Lisboa segue em linha com as restantes praças europeias, que temem as novas ameaças trocadas entre os Estados Unidos da América e a Coreia do Norte. O espanhol IBEX-35 desliza 0,19%, o alemão DAX cai 0,16%, na última sessão antes das eleições alemãs, e o Stoxx 600 desvaloriza 0,19%.

(Notícia atualizada às 8h35 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

PSI-20 volta às quedas. Galp e Pharol contrariam

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião