BCP e EDP Renováveis ditam perdas na bolsa de Lisboa

O índice PSI-20 abriu em queda ligeira, condicionado pelo recuo dos títulos da energética e do banco. Energia da Galp ajuda a impedir perdas maiores.

A praça lisboeta arrancou em queda, após três sessões consecutivas de ganhos para o PSI-20. O índice de referência da praça bolsista lisboeta está a ser condicionado pelo recuo dos títulos da EDP Renováveis e também do BCP.

A praça lisboeta acompanha o rumo das pares europeias que também seguem com sinal negativo, sofrendo perdas modestas.

Por cá, o índice PSI-20 arrancou a perder 0,19%, para os 5.302,88 pontos, com dez dos seus 18 títulos a negociarem no vermelho. O desempenho do índice está a ser influenciado pelo recuo de 0,54%, para 7,15 euros, da EDP Renováveis. Mas também pelo deslize de 0,22%, para os 22,69 cêntimos dos títulos do BCP.

Contudo, é à Pharol que compete liderar as perdas neste arranque da sessão bolsista lisboeta. As suas ações recuam 2%, para os 34,3 cêntimos.

As perdas do índice de referência da bolsa nacional só não são mais acentuadas em resultado da subida dos títulos da Galp Energia. As ações da petrolífera avança 0,47%, para os 15,02 euros, após a forte aceleração das cotações do petróleo nos mercados internacionais na sessão anterior.

O preço do “ouro negro” valorizou mais de 2% na segunda-feira, com o brent londrino a namorar a barreira dos 60 dólares. Na sessão desta terça-feira, a cotação do petróleo segue a aliviar ligeiramente.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

BCP e EDP Renováveis ditam perdas na bolsa de Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião