PSD: “Não cumprimos os objetivos, isso é evidente”

Carlos Carreiras, coordenador autárquico nacional do PSD, assume responsabilidades e retira culpas de Pedro Passos Coelho.

O PSD não cumpriu os objetivos que tinha estabelecido para estas eleições autárquicas, mas aguarda “com serenidade” os resultados finais para conhecer as autarquias que ganhou. A mensagem foi transmitida por Carlos Carreiras, coordenador autárquico nacional do PSD, que assume responsabilidades pela derrota e retira culpas de Pedro Passos Coelho.

“Dos resultados que se vão conhecendo, não é expectável que tenhamos cumprido o objetivo a que nos tínhamos proposto. Mas chegam-nos informações de que há câmaras que ganhámos e câmaras que ganhámos ao PS“, começou por dizer Carlos Carreiras, em declarações transmitidas pela RTP.

“As eleições são justas e os eleitores escolheram aquilo que consideraram melhor para o país (…). Mas não cumprimos os objetivos, isso é evidente“, reconhece o também presidente da Câmara Municipal de Cascais (ainda não há projeções para os resultados de Cascais nestas autárquicas), ressalvando, ainda assim, que o partido vai “aguardar com serenidade” pelos resultados finais.

Confrontado com as declarações de Manuela Ferreira Leite, que disse num comentário na TVI que Pedro Passos Coelho “não tem” condições para continuar a liderar o partido, Carlos Carreiras assumiu as responsabilidades. “Se há que apurar uma responsabilidade, a nível nacional, é minha. Que eu saiba, Pedro Passos Coelho não foi candidato a nenhuma câmara nem a nenhuma freguesia”, disse Carreiras, salientando ainda que não há “qualquer razão para fazer uma extrapolação nacional” dos resultados autárquicas.

Comentários ({{ total }})

PSD: “Não cumprimos os objetivos, isso é evidente”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião