WeWork compra escola de programação Flatiron School

Empresa de cowork acaba de comprar escola de ensino de programação online e offline.

A WeWork, a empresa de cowork avaliada em 20 mil milhões de dólares, acaba de anunciar a compra da Flatiron School, uma plataforma de ensino de programação que oferece aulas online e offline. A notícia foi avançada pelo TechCrunch.

Lançada em 2012, a Flatiron School levantou mais de 14 milhões de dólares em rondas de financiamento desde o início do seu negócio.

Ainda que os termos do negócio não tenham sido adiantados, o CEO e fundador da WeWork, Adam Neumann, justificou a aquisição com a expansão das valências da empresa e o conhecimento dos membros da comunidade. “A nossa cultura é uma das coisas para as quais estamos sempre preparados para fazer mais, aprender mais, e estamos orgulhosos por expandir a nossa oferta com esta nova plataforma de ensino. Na Flatiron, encontrámos um parceiro que partilha a nossa visão de juntar pessoas — no espaço, no design, na tecnologia e na comunidade — e que entende que essas ligações são o que humaniza a maneira como trabalhamos e vivemos”, explica, num post publicado no seu blog.

A comunidade WeWork conta já com a gestão de mais de 140 edifícios com espaços de cowork, em cidades como Nova Iorque, S. Francisco, Los Angeles, Boston, Londres, Amesterdão e Israel.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

WeWork compra escola de programação Flatiron School

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião