Brexit poderá “empurrar” até 1000 postos de trabalho do HSBC para Paris

  • ECO
  • 30 Outubro 2017

O banco escolheu a capital francesa para realocar uma fatia dos seus empregados. A HSBC junta-se a um conjunto de bancos que têm vindo a fazer alterações na sua presença no Reino Unido.

O HSBC poderá vir a fazer algumas alterações na sua filial no Reino Unido. Em comunicado aos jornalistas, Iain Mackay, diretor financeiro do banco, avançou que poderá mudar até 1000 postos de trabalho para Paris, com a saída do país da União Europeia. “Podem ser menos de 1000 empregados, mas serão até 1000” cita a Reuters esta segunda-feira.

O responsável pelas contas do banco avançou ainda que, no terceiro trimestre deste ano, o HSBC gastou 12 milhões de libras em assuntos relacionados com o Brexit, nomeadamente com aconselhamento jurídico num plano de contingência. A mesma fonte refere que a empresa deverá gastar entre 200 milhões e 300 milhões de libras com a saída do Reino Unido do bloco europeu.

Londres segue assim a perder atratividade para as empresas no setor financeiro. No passado mês de julho, o Citigroup anunciou a mudança da sua sede financeira para Frankfurt, a mesma cidade alemã escolhida por outras entidades como o Deutsche Bank, a Standard Chartered, a Nomura Holdings, a Sumitomo Mitsui Financial Group e a Daiwa Securities Group. Este mês, o Citigroup abriu também um novo centro em Luxemburgo, destinado a clientes mais ricos.

Caso o Reino Unido decida avançar para um hard Brexit, isto é, um corte de relações repentino com a UE, os bancos a operar no país poderão vir a precisar de 50 mil milhões de dólares em capital adicional, avançou um relatório da consultora Oliver Wyman. O mesmo documento avançou que cerca de 35 mil trabalhadores do setor financeiro poderiam sair da capital britânica.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Brexit poderá “empurrar” até 1000 postos de trabalho do HSBC para Paris

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião