Turismo puxa pelos preços em outubro, inflação fica nos 1,4%

Crescimento dos preços estabilizou nos 1,4% no mês de outubro, graças sobretudo à evolução regista no setor do turismo.

O turismo voltou a ser o motor do crescimento dos preços em Portugal em outubro, mês em que a taxa de inflação ficou nos 1,4%, revelou esta segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Os preços no consumidor mantiveram-se a crescer à mesma taxa do mês anterior. Ainda assim, em outubro, duas classes de despesa apresentaram-se em forte alta: nos restaurantes e hotéis, atividades que estão no core do negócio do turismo, os preços cresceram 6%; na educação a taxa de crescimento dos preços foi de 1,2%.

O INE detalha ainda a evolução divergentes nos preços dos produtos alimentares não transformados, que aumentaram 0,7% em outubro face à taxa de 0,3% em setembro e dos produtos energéticos, cuja taxa de inflação desacelerou dos 2,8% em outubro face à taxa de 3,6% registada no mês anterior.

Em relação à inflação subjacente, que exclui estes dois agregados devido à maior volatilidade dos preços, a taxa ficou estável nos 1,3% (a mesma de setembro).

Para efeitos de comparação com a zona euro, o INE destaca ainda que o Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) português registou uma variação homóloga de 1,9%, valor superior em 0,3 pontos ao mês anterior e superior em 0,5 ponto à estimativa do Eurostat para a área da moeda única.

Comentários ({{ total }})

Turismo puxa pelos preços em outubro, inflação fica nos 1,4%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião