Este comprimido tem um sensor. E foi aprovado nos EUA

O regulador farmacêutico dos Estados Unidos deu luz verde a um comprimido que tem um chip. O sensor é capaz de comunicar com uma aplicação no telemóvel e recolhe dados como os padrões de sono.

Abilify MyCite é um comprimido com sensor capaz de comunicar com uma aplicação.Proteus Digital Health

O regulador farmacêutico norte-americano deu luz verde ao uso de um comprimido com um sensor para tratar a esquizofrenia, bipolaridade e depressão. O medicamento digital chama-se Abilify MyCite e consiste num comprimido equipado com um chip capaz de informar o médico se foi tomado ou não.

O chip, embutido no centro do comprimido, é do tamanho de um grão de areia e fabricado em silicone, cobre e magnésio, de acordo com o The Verge. É o primeiro medicamento deste género a conseguir aprovação da Food and Drug Administration (FDA) e o preço ainda não é conhecido.

Segundo o mesmo site, o sensor do comprimido comunica com uma pequena banda usada pelo paciente. Os dados são depois enviados por Bluetooth para uma aplicação no telemóvel e podem ser carregados para uma base de dados na cloud, à qual podem aceder médicos e outras pessoas autorizadas. O sensor é naturalmente excluído pelo corpo.

O comprimido inclui um chip do tamanho de um grão de areia.Proteus Digital Health

Entre os dados que podem ser recolhidos está a hora a que o medicamento foi tomado e a dosagem. Mas há mais: é também capaz de registar os níveis de atividade da pessoa que o tomou, os passos dados, o batimento cardíaco e os padrões de sono. Segundo o The Verge, é o paciente quem tem de, voluntariamente, autorizar o médico a ter acesso aos dados e pode revogar esse acesso a qualquer momento.

Este comprimido é possível graças aos avanços que têm sido feitos no campo da nanotecnologia. Neste caso específico, alguns especialistas estarão a levantar dúvidas quanto a eventuais ameaças à privacidade dos utentes.

O medicamento resulta de um trabalho desenvolvido pela farmacêutica japonesa Otsuka e a empresa de medicina digital Proteus Digital Health. É expectável que a FDA se esteja a preparar para aprovar brevemente outros medicamentos deste género.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Este comprimido tem um sensor. E foi aprovado nos EUA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião