Abreu Advogados discute proteção de dados

O evento terá lugar no Auditório da Abreu Advogado, no Funchal, das 9,30 às 11.00 e discute o “Impacto e Desafios do Regulamento Geral de Proteção de Dados nas Entidades Privadas e Públicas”.

O Instituto do Conhecimento Abreu Advogados organiza no Funchal, dia 23 de novembro de 2017, um pequeno-almoço/debate com o tema “Impacto e Desafios do Regulamento Geral de Protecção de Dados nas Entidades Privadas e Públicas”.

O evento terá lugar no Auditório do Escritório do Funchal da Abreu Advogados (Rua Dr. Brito da Câmara, 20, Funchal), entre as 09h30 e as 11h00. Contará com a participação, enquanto oradores, de Luís Duarte Silva (CEO/principal consultant – xis-group), Manuel Durães Rocha (Sócio da Abreu Advogados), Simão de Sant’Ana (Advogado Associado da Abreu advogados) e Sílvia Bessa Venda (Advogada da Abreu Advogados).

O Regulamento Geral de Proteção de Dados introduz alterações significativas às regras atuais de proteção e tratamento de dados pessoais nas entidades privadas e públicas. Por outro lado, impõe novas obrigações, cujo incumprimento é punido por coimas elevadas. O período transitório de dois anos destinado à aplicação do Regulamento termina na primavera de 2018, pelo que se torna imperativo apurar quais as medidas a tomar para adaptação a esta nova realidade.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Abreu Advogados discute proteção de dados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião