Goya sai da presidência da PT, Altice garante que fica “na empresa”

Depois da notícia do ECO sobre a saída de Cláudia Goya da presidência da PT Portugal, fonte oficial desmente que a gestora "esteja de saída da empresa". Mas não desmente a saída da presidência.

Cláudia Goya vai sair da presidência da Altice Portugal, mas vai manter-se no grupo. Perante a notícia do ECO sobre as mudanças na gestão, uma fonte oficial do grupo refere que a Altice não comenta “rumores” e nega “que Cláudia Goya esteja de saída da empresa”. A resposta oficial — já depois da publicação da notícia — não desmente, ainda assim, a mudança na liderança da empresa em Portugal.

O ECO sabe que a gestora esteve na semana passada em Paris (França) para um encontro de presidentes de empresas da Altice. Face a rumores que já circulavam no mercado, questionou a PT Portugal, a 15 de novembro, sobre a possibilidade de virem a surgir mudanças na gestão da Meo no curto prazo. Mesmo após insistência, a pergunta do ECO nunca chegou a ser respondida.

Ainda assim, diversas fontes conhecedoras do processo asseguraram que a gestora vai mesmo sair da presidência do grupo em Portugal. A resposta oficial que se seguiu deixa perceber que haverá mudanças no modelo de gestão da Altice no mercado português, com a nomeação de um novo presidente executivo.

Estas mudanças, recorde-se, surgem na sequência da demissão de Michel Combes, que, diga-se, também foi desmentida nas semanas anteriores à sua saída. Aliás, foram mesmo classificadas de “pura fantasia” pela companhia. O gestor francês foi o responsável pela escolha de Cláudia Goya para a PT.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Goya sai da presidência da PT, Altice garante que fica “na empresa”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião