“Setúbal tem excelentes condições para vir a ser o grande porto da área de Lisboa”

Carlos Vasconcelos, da Medway, elogia o estuário e os acessos rodoviários do porto de Setúbal, considerando-o, por isso, uma ótima opção para o lugar de "grande porto da região de Lisboa".

O futuro do porto de Setúbal é sorridente. Pelo menos, é essa a opinião de Carlos Vasconcelos, que garantiu, esta manhã, numa conferência sobre a possibilidade dessa infraestrutura vir a constituir uma solução para a região lisboeta, que o porto “tem excelentes condições para ser o grande porto da área”. Segundo o administrador da Medway, Setúbal beneficia de um bom estuário e “não tem a pressão urbanística”, que diz estar a condenar a margem norte da capital.

Porto de Setúbal. Uma solução para a região de Lisboa? Especialistas dizem que sim.Filipe Rocha

“A lógica mais elementar é que nós temos aqui uma estrutura que é excelente e exige um menor investimento [em relação à possível construção de um porto no Barreiro]“, explicou Vasconcelos. O representante da Medway deixou claro que o próximo passo deverá ser, deste modo, pensar em soluções logísticas, nomeadamente no que diz respeito aos acessos ferroviários, que precisam de ser melhorados. Neste ponto, as boas notícias são que “Sines demonstrou que a distância não é um problema”.

No mesmo painel que o administrador, Antoine Velger confessou o mesmo entusiasmo. O presidente da Associação da Indústria da Península de Setúbal sublinhou que “a indústria se guia pela competitividade, não pelos limites administrativos”, logo os ventos são favoráveis ao porto desta cidade. “Hoje, [o porto de Setúbal] é claramente competitivo. É mais barato que Lisboa e em termos de acessos é mais direto”, realçou. Ainda assim, Velger notou que as melhorias na ferrovia são imperativas.

Nunca haverá uma estratégia baseada no confronto entre Lisboa e Setúbal. Não sob a minha gestão

Ana Paula Vitorino

Ministra do Mar

“Não podemos encarar Lisboa vs Setúbal”, ripostou, no mesmo evento, a ministra do Mar. “Nunca haverá uma estratégia baseada no confronto entre Lisboa e Setúbal. Não sob a minha gestão”, reforçou Ana Paula Vitorino, que explicou que o porto desta cidade tem de ser considerado como uma parte fundamental de um plano conjunto.

De acordo com a governante, está Mário Lopes, professor no Instituto Superior Técnico, que enfatiza que “a gestão conjunta dos portos de Lisboa e Setúbal é uma opção racional que permite otimizar os recursos“. A mitigar o entusiasmo sentido nesta sessão, António Andrade, da Tersado, alertou, por fim, para que os investimentos não sejam muito antecipados ou ainda se aumenta o risco de ineficiência. “É preciso ter massa crítica”, assinalou, reforçando que o desenvolvimento da estrutura portuária deve acompanhar o aumento da procura.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Setúbal tem excelentes condições para vir a ser o grande porto da área de Lisboa”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião