Coreia do Norte volta a lançar míssil balístico

A agência de notícia da Coreia do Sul, Yonhap, avança esta terça-feira que a Coreia do Norte voltou a lançar outro míssil balístico.

Kim Jong Un voltou a lançar um míssil balístico a partir do norte de Pyongyang esta quarta-feira de madrugada na Coreia do Sul, segundo uma fonte militar sul-coreana avançou à Yonhap. A agência de notícias sul-coreana refere ainda que as autoridades da Coreia do Sul e dos Estados Unidos estão a analisar a trajetória.

“A Coreia do Norte lançou um míssil balístico não identificado”, anunciou um chefe dos militares sul-coreanos. Este é o primeiro disparo de um míssil desde 15 de setembro, altura em que a tensão entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul e os EUA se intensificou — esse míssil tinha sobrevoado o Japão e caiu no Oceano Pacífico.

Segundo a Bloomberg, as bolsas asiáticas estiveram esta terça-feira a cair pelo segundo dia consecutivo dado que existia já o rumor de que este míssil seria lançado em breve.

Esta terça-feira, Donald Trump reagiu ao lançamento de mais um míssil, afirmando que os Estados Unidos “irão tratar” da Coreia do Norte. “Só vos vou dizer que vamos tratar disso. É uma situação que vamos tratar”, disse o Presidente dos Estados Unidos, em declarações aos jornalistas, citadas pela agência.

Recentemente, Donald Trump acusou o regime de Kim Jong Un de apoiar o terrorismo. Além disso, várias notícias apontavam para a probabilidade de a Coreia da Norte voltar a testar um míssil. A imprensa internacional tinha também noticiado que os diplomatas norte-americanos estavam a interpretar a ausência de disparos em Pyongyang como um sinal de boa-fé, algo que termina neste momento.

De acordo com o Financial Times, o Pentágono classifica o lançamento do míssil como “provável” mas ainda está a averiguar a situação.

(Atualizado às 21h47 com reação de Donald Trump)

Comentários ({{ total }})

Coreia do Norte volta a lançar míssil balístico

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião