Empresas privadas investiram mais em publicidade em 2016

  • Juliana Nogueira Santos
  • 4 Dezembro 2017

A publicidade foi uma das principais preocupações das empresas privadas em 2016, seguindo-se a informática. No setor público o destaque vai para a arquitetura e engenharia.

As empresas apostaram mais na publicidade no ano de 2016, mas foram as privadas que mais investiram, com estas a representarem 97,4% dos serviços prestados às empresas pelo setor da publicidade. Este setor atingiu os 1.410 milhões de euros de volume de negócio no ano passado, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O INE divulgou as estatísticas dos serviços prestados às empresas relativamente a 2016, registando um aumento de 4,4% face a 2015. Foram 110.891 empresas a prestar serviços, gerando um valor acrescentado bruto de 7.870 milhões de euros.

O setor que mais pesou neste valor foi o da publicidade, que registou um aumento de 8,7% face a 2015, dos 1,3 mil milhões para os 1,4 mil milhões. A venda de espaço ou tempo publicitário por conta de terceiros totalizou os 790 milhões de euros, seguindo-se os serviços fornecidos por agência de publicidade, com 610 milhões de euros.

Ainda assim, dentro deste valor, há uma grande diferença entre o setor privado e o setor público. As empresas privadas foram as que mais investiram em publicidade, aumentando a sua fatia em quatro pontos percentuais, para os 97,4%. Apenas 2,1% dos serviços de publicidade foram contratados por organismos públicos.

As atividades mais solicitadas pelas empresas públicas foram as do setor da arquitetura e da engenharia. A destacar-se nas subidas estão os serviços ligados à informática, com a consultoria informática a registar um avanço de 9,6% e os serviços de programação informática a crescer 14,9%, em 2016.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Empresas privadas investiram mais em publicidade em 2016

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião