Gasolina sobe um cêntimo na próxima semana. Gasóleo não mexe

O litro de gasolina prepara-se para ficar um cêntimo mais caro a partir da próxima segunda-feira. Já o diesel, o combustível mais utilizado pelos portugueses, não registará alterações no preço.

Se o seu automóvel é a gasolina, o mais aconselhável é atestar o depósito até ao próximo domingo. Isto porque o preço deste combustível deverá ficar um cêntimo mais caro na próxima segunda-feira. Já o gasóleo não deverá registar qualquer alteração na semana que vem.

De acordo com os cálculos do ECO com base nas cotações da Bloomberg, o litro de gasolina deverá registar a primeira subida em cinco semanas nos postos de abastecimento em Portugal Continental. Em concreto, deverá subir um cêntimo para se fixar nos 1,50 euros por litro quando as gasolineiras procederem à atualização dos preços a partir da meia-noite de segunda-feira.

Esta evolução acontece porque a cotação média da tonelada métrica deste produto petrolífero, que serve de base para calcular os preços no consumidor final, observou ganhos esta semana face à semana anterior: avançou mais de 2% para os 500,5 euros. A tendência de valorização poderá ficar confirmada esta sexta-feira se as cotações voltarem a subir durante a sessão.

No caso do diesel, o combustível mais utilizado pelos portugueses, o comportamento dos mercados aponta para uma estabilização do preço nesta segunda-feira. A tonelada métrica do gasóleo praticamente não registou alterações ao longo desta semana, o que faz com que o preço no consumidor se mantenha inalterado. E, assim, o litro de gasóleo deverá manter-se nos 1,281 euros, de acordo com os dados da Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG).

Importa sublinhar que os preços dos combustíveis divergem de posto para posto, podendo divergir dos preços indicados oficialmente pela DGEG.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Gasolina sobe um cêntimo na próxima semana. Gasóleo não mexe

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião