Eurovisão, legionella e pangolim. O que pesquisaram os portugueses em 2017?

  • Juliana Nogueira Santos
  • 13 Dezembro 2017

Sabe o que é um pangolim? Milhões de portugueses não sabiam até ir ver ao Google. Mas não foi só isto que perguntámos este ano.

Salvador, Connor, Kevin e Pangolins. O que têm em comum? Os portugueses quiseram saber mais sobre eles em 2017.D.R.

É algo que já fazemos inconscientemente. Surge-nos uma dúvida, pegamos no smartphone ou no computador, digitamos o que queremos saber na barra de pesquisa do Google e a dúvida desaparece, seja ela a história do vencedor da Eurovisão deste ano, mais informação sobre o surto de legionella ou apenas o que vem a ser um pangolim.

A Google junta todos os anos, por volta desta altura, os tópicos mais pesquisados durante o ano, tanto globalmente como a nível nacional e, por mais assuntos que existam, aquilo que os utilizadores querem saber é “como”. Como se faz um cartaz de protesto, como ajudar o Porto Rico, como ser um bom pai… Tantas perguntas que a Google junta neste vídeo.

Os portugueses não são exceção a estas regras, procurando desde personalidades tão óbvias como Américo Amorim ou Donald Trump, passando pelas últimas notícias relativas aos reality shows do momento ou só curiosidades que vão surgindo. E o que é que mais pesquisámos este ano?

Salvador Sobral é o assunto mais pesquisado…

2017 foi um ano de emoções para os fãs da Eurovisão. Portugal entrou no concurso como a ‘ovelha negra’ da equipa e acabou por trazer para território luso o troféu, pelas mãos — e voz — de Salvador Sobral.

Não é inesperado que o protagonista seja o assunto mais procurado este ano pelos utilizadores portugueses. O próprio festival também surge na tabela dos mais pesquisado, este em nono lugar.

Continuando as preferências, a aplicação de streaming Mobdro surge em segundo lugar, seguindo-se a Taça das Confederações e as eleições autárquicas de 2017. Os incêndios florestais também fizeram muitos recorrer ao Google, com os termos “fogos” e “Pedrógão Grande” a surgir em sétimo e oitavo lugar, respetivamente.

Não podia ainda faltar a tecnologia nesta lista, com o tão esperado iPhone 8 a ocupar a décima posição de tópicos mais procurados. Este é também um dos tópicos mais procurados a nível mundial, aparecendo em segundo lugar do total de procuras mundial. Foi apenas ultrapassado pelo Furacão Irma.

Destaque ainda para o jornalista norte-americano Matt Lauer e para a atriz Meghan Markle que, tendo surgido nas manchetes neste último mês — o primeiro porque foi acusado de comportamentos impróprios no local de trabalho e a segunda por ser o próximo membro da família real britânica — foram tão pesquisados que subiram instantaneamente ao quarto e quinto lugar, respetivamente.

… e a personalidade nacional

No panorama nacional, a figura que se destacou nas pesquisas foi o músico Salvador Sobral, contribuindo para isto não só as vitórias no Festival da Canção e na Eurovisão, mas também a sua condição de saúde e os consequentes tratamentos. Luísa Sobral, a irmã de Salvador e compositora de Amar pelos Dois, ocupa o terceiro lugar.

Continuando na indústria da música, e a repetir a sua presença nos primeiros lugares da lista, está Maria Leal, a ex-concorrente de reality show feita cantora que continua a surpreender com as suas músicas. A lista também é marcada pelas personalidades que morreram este ano, com Mário Soares a ocupar o segundo lugar das pesquisas nacionais, o ator João Ricardo no quinto lugar, o médico Francisco Varatojo em oitavo e Américo Amorim no nono lugar.

Fãs do rock estão de luto

Os dois nomes internacionais mais procurados em Portugal dizem respeito a dois artistas que morreram este ano: o primeiro foi Chester Bennington, vocalista dos Linkin Park, e o segundo Chris Cornell, a voz dos Soundgarden, dos Temple Of The Dog e dos Audioslave.

Em terceiro surge o Papa Francisco, que esteve em Portugal este ano, para logo depois aparecer Donald Trump, o presidente dos Estados Unidos.

Da TV para a Internet

É no Google que a televisão passa para a Internet, principalmente os reality shows. Dos dez títulos de televisão mais procurados no Google, quatro deles são reality shows, quatro são novelas e um é programa de talentos — neste caso o Festival da Eurovisão.

Assim, os três primeiros lugares são ocupados por programas da TVI, sendo eles o Love on Top, o Desafio Final, e o Biggest Deal. Em quarto lugar surge a novela da Sic, Amor Maior e em quinto o Festival da Eurovisão.

Procura-se mais do que futebol em Portugal

Após a Seleção Nacional ter conquistado o Campeonato Europeu no ano passado, os portugueses focaram as suas atenções noutros desportos. Neste ano de 2017, as pesquisas nacionais abrangeram ténis, ciclismo, aviação, basebol… Até uma mistura de artes marciais.

Ainda que o evento que atraiu mais pesquisas em terreno nacional tenha sido a Taça das Confederações, em que a equipa portuguesa conquistou o terceiro lugar, o top 10 não conta com mais nenhum evento relacionado com futebol. Segue-se a Tour de France, o épico combate que juntou Connor McGregor e Floyd Mayweather, o espetáculo aéreo do Red Bull Air Race, nos céus do Porto, e o Dakar.

A nível global, o evento desportivo mais pesquisado foi o torneio de Wimbledon, seguindo-se o SuperBowl. A Taça das Confederações conquistou o oitavo lugar da tabela, que termina com a Liga dos Campeões.

O que é…?

365 dias, dúvidas sem fim. Neste ano, os portugueses não sabiam o que era um pangolim — FYI, o mamífero mais traficado do mundo –, o que era um equinócio de outono e o que é chemsex — que suscitou a curiosidade por estar ligado ao surto de hepatite A do início deste ano.

A legionella também levou muitos à barra de pesquisa do Google, tal como fenómenos que não passaram ao lado de ninguém como é o caso da Sarahah — uma aplicação para receber comentários anónimos — e o spinner, ou fidget spinner, o brinquedo que este ano andou em milhões de mãos, de miúdos a graúdos.

No mundo, a febre do do it yourself inundou a barra de pesquisa, com “como fazer slime” — um brinquedo viscoso que ganhou popularidade na internet, “como fazer óculos de eclipse solar” — a propósito do eclipse solar total de agosto — e “como comprar bitcoin”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Eurovisão, legionella e pangolim. O que pesquisaram os portugueses em 2017?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião