Rating: DBRS revela avaliação de Portugal a 20 de abril

  • Margarida Peixoto
  • 14 Dezembro 2017

O calendário de avaliação da agência de notação financeira que manteve a dívida portuguesa elegível para o acesso a programa de compras do BCE já foi revelado. Abril e outubro são os meses chave.

Marque na agenda: 20 de abril de 2018 será outro dia importante para a economia portuguesa e para os investidores em dívida pública nacional. A agência de notação de crédito DBRS, que segurou os soberanos portugueses com grau de investimento mesmo durante a crise, vai revelar a sua avaliação sobre a economia nacional. O calendário foi publicado esta quinta-feira.

De acordo com os regulamentos europeus, as agências de rating têm de revelar antecipadamente em que dias preveem pronunciar-se sobre o risco de crédito dos países. A DBRS revelou esta manhã as datas: Portugal terá resultados da primeira avaliação a 20 de abril e tem prevista outra avaliação para 12 de outubro.

A DBRS foi a agência de notação financeira que permitiu que Portugal se continuasse a financiar junto do Banco Central Europeu durante a crise, uma vez que as restantes três agências relevantes para as regras do BCE (Moody’s, Standard&Poor’s e Fitch) classificaram nessa altura a dívida soberana portuguesa como investimento especulativo, ou “lixo”. Recentemente a agência admitiu analisar a melhoria do rating na próxima ação sobre o país.

Entretanto, a S&P foi a primeira das três grandes agências a recolocar a dívida portuguesa com grau de investimento, a 15 de setembro. Esta sexta-feira será a vez de a Fitch se pronunciar e a expectativa é que a agência melhore a sua notação para Portugal, tirando também o país do lixo.

Consulte aqui o calendário de publicação das avaliações da DBRS para os soberanos europeus, no próximo ano.

Comentários ({{ total }})

Rating: DBRS revela avaliação de Portugal a 20 de abril

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião