TAP quer ter wifi nos voos de médio curso

A TAP está a estudar a introdução de internet na frota de médio curso. A introdução do sistema será feita durante o próximo ano.

Trocar mensagens pelo WhatsApp e Messenger a bordo? Pode vir a ser uma realidade se voar com a TAP no próximo ano. A transportadora aérea portuguesa está a estudar a introdução de internet na frota de médio curso. Esse serviço fará parte da frota atual, mas também poderá vir a fazer parte dos novos aviões entregues pela Airbus.

A notícia foi avançada pelo Jornal de Negócios e confirmada por fonte oficial da empresa ao ECO. “Na frota de médio curso, a TAP irá introduzir um serviço de WIFI streaming com a possibilidade de introdução de internet“, explica a empresa, assinalando que a introdução do hardware nos aviões será iniciado no “decorrer de 2018”. Contudo, a TAP esclarece que nem o custo nem a velocidade do serviço estão definidos.

Com esta novidade, vai passar a ser possível trocar mensagens nas nuvens. “A utilização de ‘messaging’ via WhatsApp ou Messenger poderá ser uma realidade com a instalação de internet a bordo“, refere fonte oficial da empresa. No entanto, alerta que “para efetuar chamadas ou envio de sms os aviões deverão ter instalado um modem que não faz parte da configuração que está a ser estudada”.

A companhia aérea portuguesa destaca ainda que terá outras alternativas de entretenimento. Em causa está um serviço de streaming de conteúdos de vídeo e áudio que a empresa vai introduzir a bordo.

Atualmente, a empresa disponibiliza o serviço OnAir WiFi presente nos voos entre a Europa e a América do Norte e do Sul, a bordo da frota A330. Contudo, esse serviço tem um custo associado de 4,99 dólares para 4 MB, 14,99 dólares para 14 MB e 45 dólares para 50 MB.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

TAP quer ter wifi nos voos de médio curso

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião