ASF autoriza compra do Popular pelo Totta. Só falta um ‘ok’

  • Rita Atalaia
  • 19 Dezembro 2017

A Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões deu luz verde para que o ramo segurador do Banco Popular Portugal seja integrado no Santander Totta.

A Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF), o supervisor dos seguros, deu luz verde para que o ramo segurador do Banco Popular Portugal seja integrado no Santander Totta. Fica ainda a faltar o ‘ok’ do Banco de Portugal para que a integração seja concluída. Uma operação que acontece depois de o Grupo Santander ter comprado, em junho, o Popular por um euro, no âmbito de uma medida de resolução.

“O conselho de administração da Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões, em reunião realizada no dia 14 de dezembro de 2017, deliberou não se opor à aquisição [do ramo segurador do Banco Popular] pelo Santander Totta”, lê-se no comunicado divulgado no site do regulador.

Esta autorização permite a compra de “uma participação qualificada direta representativa da maioria do capital social e dos direitos de voto na Eurovida – Companhia de Seguros de Vida e de uma participação qualificada indireta representativa da maioria do capital social e dos direitos de voto na Popular Seguros – Companhia de Seguros“, refere a ASF. Este é mais um passo para que se possa concluir este processo — o que deve acontecer até ao final do ano. Mas ainda falta uma autorização: a do Banco de Portugal.

Foi em setembro que o Banco Santander Totta aprovou a compra do Popular Portugal. Esta integração acontece depois de o Grupo Santander ter comprado o Banco Popular por um euro, no âmbito da medida de resolução.

(Notícia atualizada às 13h11)

Comentários ({{ total }})

ASF autoriza compra do Popular pelo Totta. Só falta um ‘ok’

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião