Quanto vai pagar de IMI este ano? Veja aqui as taxas

Em abril os proprietários serão chamados a pagar o IMI ou, pelo menos, a primeira prestação. Meia centena de municípios decidiram baixar a taxa, mas alguns avançaram com aumentos. Veja o seu caso.

A maioria dos concelhos decidiu manter a taxa de IMI. Entre as autarquias para as quais há dados publicados no Portal das Finanças, 51 baixam a taxa a cobrar em 2018. Ao invés, nem uma dezena de câmaras optou por subidas.

Em 2017, ano marcado por eleições autárquicas, o IMI a cobrar não aumentou em nenhum concelho, ao contrário do que acontecerá este ano. De acordo com o levantamento feito pelo ECO, entre as três centenas de autarquias para as quais há dados, oito vão aplicar uma taxa mais alta em 2018, por referência a 2017: é o caso de Cuba, Covilhã, Vila Viçosa ou Paços de Ferreira, por exemplo. Por outro lado, 51 concelhos reduzem a fatura dos proprietários. E quase metade aplica a taxa mínima, de 0,3%.

As câmaras têm agora até ao último dia do ano para comunicar à Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) as taxas de IMI a aplicar no ano seguinte. Caso as comunicações não cheguem até 31 de dezembro, a AT aplica a taxa mínima, de 0,3%. O IMI a pagar em 2018 refere-se assim a 2017. Em baixo, pode consultar as taxas, recolhidas com base na informação disponível no Portal das Finanças.

O IMI varia entre 0,3% e 0,45% mas pode continuar em 0,5% no caso de autarquias em ajustamento. São 21 os concelhos abrangidos por estas taxas máximas.

O imposto é pago em abril quando fica aquém de 250 euros. Valores mais altos implicam o pagamento em prestações: abril e novembro para montantes entre 250 e 500 euros; abril, julho e novembro nos restantes casos.

Os municípios também podem conceder uma dedução ao IMI em função do número de filhos. O desconto é fixo e pode ser de 20, 40 ou 70 euros para famílias com, respetivamente, um, dois ou três e mais filhos. Veja em baixo as autarquias que preveem esta possibilidade.

 

 

 

Comentários ({{ total }})

Quanto vai pagar de IMI este ano? Veja aqui as taxas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião