Portugueses gastaram 4,6 mil milhões de euros em compras online em 2017

  • Lusa
  • 30 Janeiro 2018

No ano passado, o valor das compras online realizadas pelos portugueses atingiu os 4,6 mil milhões de euros, indica estudo da ACEPI.

O valor das compras online realizadas pelos portugueses mais do que duplicou em oito anos, atingindo os 4,6 mil milhões de euros em 2017, segundo a última edição do estudo da Economia Digital desenvolvido pela ACEPI, divulgado hoje.

Segundo o documento distribuído pela Associação da Economia Digital (ACEPI), o valor das compras online feitas pelos portugueses foi de 1,7 mil milhões de euros em 2009, tendo aumentado para 4,6 mil milhões em 2017 e, segundo o relatório, deverá crescer para os 8,9 mil milhões até 2025.

O estudo revela ainda que a percentagem de portugueses a utilizar a internet em 2017 foi de 73%, contra 48% em 2009, sendo que “deverá aumentar para 91% até 2025”.

O número de portugueses que fizeram compras online no ano passado alcançou os 36%, quando em 2009 o valor ficou-se pelos 13%. A estimativa é de que, até 2025, 59% dos portugueses realizem compras online.

Quanto ao volume de negócios efetuado online pelas empresas e pelo Estado em 2017, o valor foi de 70 mil milhões de euros, contra 24 mil milhões em 2009, esperando-se que venha a ascender a 132 mil milhões de euros até 2025.

Apesar do aumento das compras online feitas em websites portugueses, 50% das compras na internet foram feitas fora de Portugal, avança o estudo.

"Vivemos um momento crucial de viragem, onde empresas portuguesas têm no comércio eletrónico uma excelente oportunidade para endereçarem mais facilmente um mercado de proporções incomparáveis.”

Alexandre Nilo Fonseca, ACEPI

Em 2016, apenas 27% das empresas portuguesas efetuaram negócios online (9% das microempresas; 25% das pequenas empresas; 36% das médias empresas; e 54% das grandes empresas) e só 17% do seu volume de negócios foi proveniente de clientes no estrangeiro.

“Vivemos um momento crucial de viragem, onde empresas portuguesas têm no comércio eletrónico uma excelente oportunidade para endereçarem mais facilmente um mercado de proporções incomparáveis”, afirma em comunicado o presidente da direção da ACEPI, Alexandre Nilo Fonseca.

De acordo com o responsável, a ACEPI “está a desenvolver o projeto Norte Digital com o intuito de contribuir para aumentar o nível de digitalização das empresas portuguesas, nomeadamente das PME [pequenas e médias empresas] da região norte”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugueses gastaram 4,6 mil milhões de euros em compras online em 2017

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião