Pagar as férias com criptomoedas? Espanha criou a primeira no mundo

A espanhola Knowdle uniu-se à colombiana Cubaaz para criarem a primeira moeda virtual turística. Os utilizadores vão poder pagar voos, hotéis ou cruzeiros através de uma única plataforma.

Uma empresa espanhola, em conjunto com uma colombiana, lançaram esta segunda-feira aquilo a que chama “a primeira oferta inicial de moeda digital (ICO)” no setor turístico. A Cubaaz Coin, assim se chama, vai permitir aos utilizadores pagarem voos, cinemas, hotéis e outras diversões, sem terem de ser redirecionados para outras plataformas.

Nasceu de uma parceria entre a colombiana Cubaaz e a espanhola Knowdle. A Cubaaz atua na área do turismo e, com esta ICO, pretende arrecadar entre 50 a 100 milhões de dólares (cerca de 40 a 80 milhões de euros) para conseguir realizar um sonho: tornar-se o maior portal de turismo do mundo, escreve o Cinco Días (conteúdo em espanhol).

De acordo com o CEO da Knowdle, Felipe García, a Cubaaz foi criada para “satisfazer uma necessidade insatisfeita“. “No entanto, agora vai ser possível reservar, contratar e pagar uma viagem através de uma única plataforma: voos, passaportes, táxis, parques temáticos, ofertas gastronómicas, cruzeiros, hotéis, cinemas, carros alugados… Ou seja, não será necessário redirecionar os clientes para outras plataformas de pagamento, como ocorre com o Trivago, por exemplo, e isso acaba com a necessidade de registos separados noutros serviços“.

"Agora vai ser possível reservar, contratar e pagar uma viagem através de uma única plataforma: voos, passaportes, táxis, parques temáticos, ofertas gastronómicas, cruzeiros, hotéis, cinemas, carros alugados…”

Felipe García

CEO, Knowdle

Este processo torna-se possível porque, para além de a empresa trabalhar “com mais de dez plataformas online, como o Trivago, o Airbnb ou o Booking”, utiliza ainda “diferentes tecnologias como o blockchain, criptomoedas, big data e inteligência artificial“. Assim, de acordo com o CEO, a Knowdle consegue destacar-se ao oferecer métodos únicos que a diferenciam das restantes. García explica que, através da blockchain, a empresa oferece “um sistema muito seguro e eficiente e, através da criptomoeda Cubaaz Coin, oferece um pagamento seguro, rápido e mais económico”.

Através da empresa espanhola, o utilizador terá ao seu dispor 90% dos métodos de pagamento disponíveis no mundo, nomeadamente bitcoin, Cubaaz Coin, Ethereum, Visa, Mastercard, Android Pay, Apple Pay, PayPal e Alypay, ainda assim, com comissões. Nos últimos três anos, a Knowdle investiu mais de quatro milhões em big data, inteligência artificial e coletiva, daí o interesse da colombiana Cubaaz em realizar a parceria.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Pagar as férias com criptomoedas? Espanha criou a primeira no mundo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião