Nuno Artur Silva “não criou condições” para ficar na RTP

  • ECO
  • 10 Fevereiro 2018

O presidente da RTP confia que Hugo Figueiredo "tem as características certas" para ocupar o lugar de Nuno Artur Silva no conselho de administração da televisão pública.

Nuno Artur Silva “não criou as condições objetivas para resolver de maneira absolutamente transparente o potencial conflito de interesses” entre a sua posição na RTP e o facto de ser administrador e proprietário da Produções Fictícias. É desta forma que Gonçalo Reis, presidente da RTP, comenta a saída de Nuno Artur Silva da estação de televisão pública. Em entrevista ao Expresso (acesso pago), diz que a escolha de Hugo Figueiredo permitirá manter uma estratégia “diferenciadora e de qualidade”.

Na entrevista publicada este sábado, Gonçalo Reis admite: “gosto muito de Nuno Artur Silva, o criativo, que pensa fora da caixa, que gosta de arriscar e de experimentar”. Contudo, ressalva, “além do criativo, existe o administrador da RTP”, que “não é uma empresa qualquer nem apenas um conjunto de canais”, mas uma empresa com “códigos, critérios e princípios” que têm de ser cumpridos.

A verdade é que havia um conflito de interesses que o Nuno Artur Silva não conseguiu resolver em tempo útil e, portanto, caminhando para um mandato novo, não tinha condições técnicas para se manter”, aponta Gonçalo Reis.

O presidente da RTP diz ainda que começou a “montar uma equipa de gestão competente” ainda antes do comunicado do Conselho Geral Independente da RTP sobre o conflito de interesses em causa. “Comecei a prepará-la nas últimas semanas, a partir do momento em que o meu querido Nuno Artur Silva não criou as condições objetivas para resolver de maneira absolutamente transparente o potencial conflito de interesses, devido à sua posição acionista na Produções Fictícias”.

Quanto a Hugo Figueiredo, que vai substituir Nuno Artur Silva, o presidente da RTP diz que é “um gestor com uma carreira vasta, sensibilidade para os media e transparência na área”. Gonçalo Reis considera que o novo administrador “tem as características certas: é uma pessoa da gestão com muita sensibilidade para temas de jornalismo, conteúdos, cinema e audiovisual”.

Comentários ({{ total }})

Nuno Artur Silva “não criou condições” para ficar na RTP

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião