PLMJ nomeada para os prémios 2017 da HR Portugal

  • ADVOCATUS
  • 21 Fevereiro 2018

A PLMJ está nomeada para a edição de 2017 dos Prémios “As Empresas Mais”, uma iniciativa da Human Resources Portugal. Distinguem as organizações com melhor desempenho na área da Gestão de Pessoas.

A PLMJ está nomeada para a edição de 2017 dos Prémios “As Empresas Mais”, uma iniciativa da Human Resources Portugal. Estes prémios distinguem as organizações com melhor desempenho em diversas áreas relacionadas com a Gestão de Pessoas.

A PLMJ foi nomeada em duas categorias:

  • Na área de Prestação de Serviços, onde se pretende distinguir a empresa que presta o melhor serviço a terceiros na Gestão de Pessoas, nas mais diversas áreas, nomeadamente em recrutamento, formação e tecnologia. A PLMJ é a única sociedade nomeada para esta categoria, concorrendo ao lado da Accenture, Deloitte, EY, Mercer / Jason, Novabase, PwC e Randstad.
  • Na área de Responsabilidade Social, cujo vencedor será a PME socialmente mais responsável e com iniciativas e práticas mais sustentáveis, envolvendo os seus colaboradores e integrando nas suas atividades e objetivos preocupações de índole social e ambiental. Para além da PLMJ, também a Essilor, Jaba Recordati, Gelpeixe, MultiOpticas, SRS Advogados, Verallia e Vieira de Almeida & Associados são candidatos.

"Estas nomeações vêm dar ênfase aquele que é um dos motes de PLMJ: um escritório feito por e para pessoas, que aposta numa formação incessante dos seus colaboradores e que procura, através, nomeadamente, da Fundação PLMJ, assumir uma responsabilidade cívica perante a comunidade.”

Nuno Morgado e Tiago Cortes

Sócios da PLMJ

Nuno Morgado e Tiago Cortes, sócios coordenadores da equipa de Direito Laboral PLMJ, consideram que estas nomeações, respetivamente, consideram que estas nomeações “vêm dar ênfase aquele que é um dos motes de PLMJ: um escritório feito por e para pessoas, que aposta numa formação incessante dos seus colaboradores e que procura, através, nomeadamente, da Fundação PLMJ, assumir uma responsabilidade cívica perante a comunidade”.

Os prémios “As Empresas Mais”, que vão já na sétima edição, abrangem 23 categorias, num total de 21 empresas candidatas. As listas de nomeados foram constituídas pela equipa editorial da revista e pelo painel de Conselheiros da Human Resources.

Os vencedores, por sua vez, vão ser decididos pelos leitores, podendo votar no site da revista.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

PLMJ nomeada para os prémios 2017 da HR Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião