Ganhos de mais de 5% da Sonae impulsionam Lisboa

  • Rita Atalaia
  • 15 Março 2018

A Sonae subiu mais de 5% e deu boleia a Lisboa. A bolsa nacional encerrou no verde, acompanhando a tendência nas restantes praças europeias.

O dia foi de ganhos para a bolsa nacional. Arrancou a sessão em terreno positivo e assim se manteve até ao fecho da sessão, acompanhando a tendência nas restantes praças europeias. O PSI-20 foi animado pelos ganhos da Sonae, com as ações a subirem mais de 5%, apesar da quebra nos resultados. Grupo EDP e Jerónimo Martins também contribuíram para o bom desempenho, apesar das perdas da Galp Energia e BCP.

O índice de referência nacional terminou a sessão a subir 0,37% para 5.439,96 pontos, com 13 dos 18 títulos a valorizarem. Na Europa, a tendência foi semelhante. O Stoxx 600 acelerou perto de 0,6%.

Sonae anima praça portuguesa

A subida do PSI-20 foi sobretudo impulsionada pela Sonae. As ações avançaram 5,61% para 1,1870 euros, isto depois de a empresa ter revelado que fechou 2017 com um resultado líquido de 166 milhões de euros, uma queda de 22,9% face ao ano passado explicada pela ausência de ganhos extraordinários. Sem este efeito, os lucros teriam subido 6,5%.

Os investidores estão a reagir positivamente ao aumento do dividendo em 5%, para 4,2 cêntimos por ação, mas também à possibilidade admitida pela administração de colocar o negócio do retalho em bolsa. A Sonae já teve a Modelo Continente no mercado. Esta empresa acabou por ser retirada de bolsa em 2006.

Ainda do lado dos ganhos, destaque para a Jerónimo Martins. A retalhista somou 0,6% para 15,2050 euros. No grupo EDP, a casa-mãe valorizou 0,16%, enquanto a subsidiária EDP Renováveis subiu 0,13%.

A limitar os ganhos da praça lisboeta esteve o BCP. O banco liderado por Nuno Amado recuou 0,28% para 28,53 cêntimos. Mas também a Galp Energia, com a petrolífera a ceder 0,23% para 15,0750 euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ganhos de mais de 5% da Sonae impulsionam Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião