Brexit. Banco de Inglaterra alerta para risco para setor financeiro

  • Lusa
  • 16 Março 2018

Banco de Inglaterra avisa que são precisas medidas para evitar que o setor financeiro seja ameaçado pela saída do Reino Unido da União Europeia, nomeadamente a nível legislativo.

O Banco de Inglaterra advertiu hoje que o ‘Brexit’ ainda é um risco para o setor financeiro britânico, o pulmão económico do Reino Unido, se bem que os bancos estejam bem capitalizados para enfrentar a saída da União Europeia (UE).

Numa nota, o Comité de Política Financeira do banco emissor inglês avisa que será necessário que o Reino Unido e a UE tomem medidas conjuntas para evitar que o setor financeiro se veja alterado depois do ‘Brexit’.

Em concreto, a entidade menciona a necessidade do estabelecimento de uma legislação para assegurar a continuidade dos contratos em áreas como os seguros transfronteiriços.

“Desde novembro, no Reino Unido, foram feitos progressos para mitigar os riscos de uma interrupção na disponibilidade dos serviços financeiros”, sublinha a nota do banco.

“Contudo, ainda há riscos materiais, particularmente em áreas nas quais serão necessárias a adoção de medidas pelas autoridades do Reino Unido e da UE”, adianta.

Em termos globais, o banco afirma que a volatilidade das taxas de juro, o nível da dívida das empresas nos Estados Unidos e a vulnerabilidade do sistema financeiro da China apresentam riscos para o sistema económico do Reino Unido.

Apesar de tudo, o comité do banco, encarregado de avaliar os riscos para a economia, sublinha que as entidades do Reino Unido não precisam de aumentar as suas reservas de capital.

O Reino Unido e a UE começarão a curto prazo a negociar o período de transição depois do ‘Brexit’ – em março de 2019 – e a futura relação comercial e de segurança entre ambas as partes.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Brexit. Banco de Inglaterra alerta para risco para setor financeiro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião