EUA e China à mesa para evitar guerra comercial. Wall Street acelera 2%

Investidores norte-americanos confiantes de que EUA e China vão chegar a um acordo por causa das taxas alfandegárias e evitar uma guerra comercial. Bolsas avançam no arranque da semana.

Wall Street arrancou a semana em alta perante as notícias de que EUA e China vão sentar-se à mesa das negociações para negociar as tarifas alfandegárias e mitigar desequilíbrios comerciais entre os dois países, naquilo que pode ser um passo para evitar uma guerra comercial global.

Numa carta enviada na semana passada, as autoridades norte-americanas pediram a Pequim para baixar as taxas sobre a importação de carros e promover uma maior abertura do setor financeiro chinês aos bancos e empresas norte-americanos, segundo o Wall Street Journal. Em reação, o primeiro-ministro Li Keqiang afirmou que a China irá tratar as empresas estrangeiras e domésticas de forma igual, que não vai forçar as empresas estrangeiras a transferir tecnologia e que vai reforçar os mecanismos de proteção de propriedade intelectual.

A este propósito, o secretário de Estado do Tesouro norte-americano, Steven Mnuchin, manifestou-se otimista em relação a um acordo com a China para evitar um dos maiores receios do mercado: uma guerra comercial. “Estamos a ter conversações muito produtivas com eles”, declarou Mnuchin em entrevista ao programa Fox News Sunday. “Estou cautelosamente esperançoso em relação a um acordo”.

Neste cenário, os principais índices do outro lado do Atlântico estão em alta: o S&P 500, índice de referência para todo o mundo, soma 1,54% para 2.628,2 pontos. Também o tecnológico Nasdaq e o industrial Dow Jones avançam ambos mais de 2%.

“Há alguns sinais de alívio dos receios em relação a uma escalada das tensões comerciais”, comentou Craig Erlam, analista da Oanda, numa nota citada pela Reuters. “Uma recuperação das ações mundiais na última madrugada oferece algum otimismo após as quedas da última semana”, disse ainda. Na Europa, os ganhos nas principais praças não vão além de 0,5%. O PSI -20 contraria o sentimento europeu e perde ligeiros 0,05% para 5.340,16 pontos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EUA e China à mesa para evitar guerra comercial. Wall Street acelera 2%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião