ISEG vê PIB a crescer um máximo de 2,4% no arranque do ano

  • Lusa
  • 27 Março 2018

Em causa está a comparação com o início do ano passado, altura em que o crescimento económico foi mais forte do que no final do ano.

O crescimento da economia portuguesa no primeiro trimestre de 2018 não deverá ultrapassar o crescimento homólogo de 2,4% verificado no último trimestre de 2017, antecipa o Grupo de Análise Económica do ISEG.

Na síntese de conjuntura de março, os economistas do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) referem que 2018 iniciou-se com uma ligeira descida do indicador global de atividade, sobretudo, em relação aos níveis deste em meados de 2017.

Contudo, sinaliza o grupo, o indicador global de atividade permanece a níveis elevados.

“Com esta evolução, não é de esperar, em termos de crescimento homólogo no trimestre, que este possa ser maior do que o verificado no quarto trimestre de 2017”, conclui.

“Para tal concorre ainda o facto de no ano anterior o crescimento homólogo ter sido mais forte na primeira metade do ano, o que torna mais difícil que se verifiquem crescimentos elevados na primeira metade do corrente ano”, acrescentam ainda os economistas do ISEG.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

ISEG vê PIB a crescer um máximo de 2,4% no arranque do ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião