Ações do Sporting estão novamente congeladas

Os títulos da SAD leonina estão congelados esta segunda-feira e ainda não foram negociadas quaisquer ações. Variação expressiva pode estar iminente, mas o preço só vai ser atualizado às 15h30.

As ações da SAD do Sporting não negociaram na manhã desta segunda-feira.ECO

As ações da SAD do Sporting SCP 6,63% estão novamente congeladas esta segunda-feira, devido ao mecanismo de segurança da bolsa que trava as negociações quando pode estar iminente uma variação superior a 10%. Isto acontece numa altura em que o clube conhece um novo capítulo da polémica em torno do presidente, Bruno de Carvalho.

Segundo a Euronext, não foi realizada qualquer transação com ações do Sporting até às 10h30 desta segunda-feira. Os títulos continuam a valer 63 cêntimos desde a passada sexta-feira, altura em que também estiveram congelados após uma subida de cerca de 40%, seguida de uma queda de 33%, aproximadamente.

Este domingo, o Sporting venceu o Paços de Ferreira por duas bolas a zero. Jogadores e presidente têm estado de costas voltadas — e, esta segunda-feira, depois das críticas de parte a parte em praça pública, Jaime Marta Soares, presidente da mesa da Assembleia Geral do Sporting, pediu a demissão de Bruno de Carvalho. Este, por sua vez, já disse que vai convocar uma assembleia para pedir a demissão de Jaime Marta Soares.

Ainda assim, importa referir que não há relação clara e direta entre o congelamento das ações do Sporting e a polémica que tem vindo a afetar o clube. É que os títulos leoninos têm pouca liquidez na bolsa de Lisboa e negoceiam em bloco, duas vezes por sessão. Ou seja, as ações da SAD irão permanecer congeladas até às 15h30, momento em que se dá nova chamada e o preço pode, ou não, ser atualizado.

Evolução do preço das ações do Sporting

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Ações do Sporting estão novamente congeladas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião