Novartis compra empresa biotech por 8,6 mil milhões

  • Juliana Nogueira Santos
  • 9 Abril 2018

Este negócio, que moveu 8,7 mil milhões de euros, poderá significar novas oportunidade para os doentes que sofrem de atrofia muscular espinhal.

A Novartis deu um passo milionário em direção na investigação e desenvolvimento da terapia genética com a compra da norte-americana AveXis, uma farmacêutica especializada em tecnologias para o tratamento de doenças raras — a chamada biotech.

Este negócio, que moveu 8,7 mil milhões de euros, reuniu o consenso dos administradores das suas empresas, sendo que ficará fechado a meio deste ano de 2018.

Segundo o comunicado divulgado pela empresa suíça, um dos produtos desenvolvidos pela AxeXis “tem potencial para ser a primeira terapia de substituição para a atrofia muscular espinhal, uma doença que resulta em morte precoce e incapacidades a longo prazo”.

Esta operação é o exemplo mais recente do crescente interesse no mercado da tecnologia aplicada à biologia e às ciências da vida, com muitas as farmacêuticas a apostarem e investirem em empresas mais pequenas.

No caso da Novartis, este já é o segundo investimento em terapia genética, após ter comprado os direitos de um tratamento para a cegueira, com a marca da Luxturna. Avançou 105 milhões de dólares numa primeira fase, sendo que poderá desembolsar até mais 65 milhões para fechar negócio.

“A proposta de aquisição da AveXis dá-nos uma oportunidade extraordinária de transformar o tratamento da atrofia muscular espinhal. Acreditamos que o produto poderá criar uma vida cheia de possibilidades para as crianças e as famílias afetas por esta condição devastadora”, apontou Vas Narashimhan, presidente da Novartis.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Novartis compra empresa biotech por 8,6 mil milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião