Investimento público sobe 378 milhões de euros em 2019, o último da legislatura

No Programa de Estabilidade, o Executivo revê em alta o peso do investimento público no PIB até 2022 face ao que previa há um ano.

O investimento público vai crescer 8% em 2019 em relação a este ano, para quase 5.000 milhões de euros, em resultado do aumento do seu peso na economia. No último ano da legislatura, o Executivo espera gastar mais 378 milhões do que em 2018, revelam os números do Programa de Estabilidade apresentado esta sexta-feira pelo ministro das Finanças.

Mário Centeno espera que o investimento público, medido através da Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), atinja os 2,3% do PIB em 2018 (o mesmo peso que estava previsto no Orçamento do Estado aprovado em outubro passado), para passar para 2,4% do PIB em 2019 e 2,6% do PIB em cada um dos anos seguintes até 2022.

Estes valores representam uma revisão em alta dos que o Governo tinha previsto há um ano, quando o Executivo atualizou o Programa de Estabilidade pela última vez. Nessa altura, o ministro das Finanças acreditava que a FBCF pesaria 2,1% no PIB este ano e em cada um dos seguintes (até 2021 — o último ano do horizonte daquela projeção).

As novas previsões representam um crescimento de 378 milhões de euros no investimento público entre 2018 e 2019 e são já uma primeira indicação sobre as linhas com que se cose o Orçamento do Estado para 2019 — o último da legislatura.

A necessidade de reforço do investimento público tem sido uma das principais exigências da esquerda junto do Governo. Bloco e PCP querem que a folga orçamental seja usada para os serviços públicos em vez de na redução do défice.

Mário Centeno não abdica, porém, do objetivo de continuar a baixar o desequilíbrio das contas públicas, mas no Programa de Estabilidade o Governo decidiu detalhar um conjunto de investimentos prioritários, avaliados em cerca de 7.000 milhões de euros entre 2018 e 2022. Algumas das obras ali mencionadas já se encontram em execução.

Comentários ({{ total }})

Investimento público sobe 378 milhões de euros em 2019, o último da legislatura

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião