Hoje nas notícias: TAP, T-Roc e descentralização

  • ECO
  • 16 Abril 2018

Dos jornais aos sites, passando pelas rádios e televisões, leia as notícias que vão marcar o dia.

Governo e PSD vão fazer hoje a última reunião para fechar o acordo sobre a descentralização. Enquanto isso, a TAP SGPS apresenta um resultado líquido positivo pela primeira vez numa década e a Autoeuropa prepara-se para aumentar a produção dos T-Roc.

TAP SGPS apresenta lucros

A TAP SGPS, a casa mãe que engloba a companhia aérea de bandeira, alcançou resultados líquidos positivos pela primeira vez na última década. Só a companhia aérea obteve um lucro de 100,4 milhões de euros em 2017, o triplo do que tinha sido registado no ano anterior, e o negócio da aviação foi suficiente para compensar as perdas da TAP Manutenção e Engenharia Brasil, que continuou a apresentar prejuízos de 50 milhões. A TAP SGPS acabou por apresentar um resultado líquido positivo de 21,2 milhões de euros no ano passado, contra os prejuízos de 27,7 milhões que tinha registado no ano anterior. Leia a notícia completa no Jornal de Negócios (acesso pago).

PSD e Governo preparam-se para fechar acordo da descentralização

O Governo e o PSD realizam, esta segunda-feira, a última reunião para fechar o acordo sobre o dossiê da descentralização. No encontro estarão presentes Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna, e Álvaro Amaro, coordenador da pasta da Reforma do Estado, Autonomias e Descentralização do PSD. O Governo deverá apresentar os cálculos para cada concelho, exigidos pelo PSD, no que diz respeito às verbas que passarão a ser transferidas do orçamento da administração local para as câmaras. Leia a notícia completa no Público (acesso condicionado).

Autoeuropa vai aumentar produção do T-ROC

A Autoeuropa vai aumentar a produção ainda antes da introdução de novos turnos que acontecerá em agosto. Graças a um aumento da capacidade das linhas ligadas à área da carroçaria, a fábrica de Palmela vai conseguir produzir mais dois T-Roc por hora até setembro, dos atuais 26 a 27 por hora (perto de 650 por dia). O aumento da produção, escreve o líder de gestão de produto e planeamento no jornal da empresa, vem “fazer face às encomendas dos clientes”. Leia a notícia completa no Público (acesso condicionado).

Galp tem clientes com faturas em atraso há nove meses

Problemas informáticos que resultaram da alteração para um novo software de faturação estão a levar a Galp a atrasar-se no envio de faturas a alguns dos clientes. Segundo a Deco, que lançou o alerta, há casos que já levam nove meses de atraso. “A Galp encontra-se a desenvolver esforços para eliminar totalmente até ao fim do mês [de abril] atrasos na faturação da magnitude referida, que neste momento se encontram identificados e circunscritos a 0,01% dos nossos clientes, ou seja, a 350 famílias. A estas serão sempre propostas medidas concretas de apoio, incluindo planos de pagamento faseados”, explica fonte oficial da empresa. Leia a notícia completa no Diário de Notícias e no Dinheiro Vivo.

Rajoy fala sobre relações luso-espanholas, economia e independentismos

O presidente do Governo espanhol dá uma entrevista por escrito onde responde sobre as relações luso-espanholas, a recuperação económica e a luta contra independentismos. Sobre o país a que chama de “irmão”, Mariano Rajoy diz que Espanha e Portugal são dois bons exemplos de superação das dificuldades”, a mais recente a crise económica por que ambos passaram. “Somos dois países com um futuro muito importante no mundo. E, quanto mais nos entendermos, melhor para ambos”, afirma. Quanto à questão da Catalunha, critica os líderes independentistas catalães, que “decidiram realizar os seus planos de rutura sem ter em conta uns e outros, e nem sequer são 50% da população catalã, que não quer cortar com Espanha”. Leia a entrevista completa no Diário de Notícias.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Hoje nas notícias: TAP, T-Roc e descentralização

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião