PS confirma voto contra todas as resoluções do Programa de Estabilidade

  • Lusa
  • 26 Abril 2018

Os socialistas vão votar contra todas as resoluções, até as do PCP e BE. Mas garantem que a geringonça continua estável.

O PS confirmou esta quinta-feira que vai votar contra todas as resoluções sobre o Programa de Estabilidade, incluindo as do BE e PCP, mas ressalvou que a solução de Governo, a “Geringonça”, está “para durar”.

Estas posições foram transmitidas aos jornalistas pelo vice-presidente do Grupo Parlamentar socialista João Paulo Correia no final da reunião semanal da bancada do PS na Assembleia da República.

Em votação, nesta quinta-feira, estarão cinco resoluções apresentadas pelo CDS-PP (duas), PSD, BE e PCP sobre o Programa de Estabilidade (2018/2022) do Governo – documento que ainda este mês é enviado para apreciação em Bruxelas.

Tal como a agência Lusa tinha avançado na segunda-feira, o PS considera que todas estas resoluções contêm “aspetos centrais” com as quais discorda. “Votaremos contra todos os projetos de resolução”, declarou João Paulo Correia, negando, depois, que o Governo e o PS se encontrem isolados em matéria económico-financeira de médio prazo.

“Todos os portugueses sabem que há uma enorme distância entre o PS e o PSD/CDS-PP. Todos os portugueses sabem como seria hoje o país se o PSD e o CDS-PP continuassem no Governo. No último Programa de Estabilidade que apresentaram [em 2015] propunham um corte de 600 milhões de euros nas pensões e a eliminação da contribuição extraordinária para o setor energético, o que iria favorecer a EDP”, disse.

Já em relação ao Bloco de Esquerda e PCP, o vice-presidente do Grupo Parlamentar do PS desdramatizou as divergências “sobre política europeia” e defendeu que a atual solução política tem ultrapassado sempre os obstáculos.

“Primeiro dizia-se que o Programa do Governo não seria aprovado na Assembleia da República, depois era o primeiro Orçamento do Estado que não passava – e já passaram três até agora. Nas matérias de fundo, relacionadas com a governação (reposição salarial, mais direitos e investimento público), estamos unidos. A “Gerigonça” está sólida e é para durar”, afirmou.

"Nas matérias de fundo, relacionadas com a governação (reposição salarial, mais direitos e investimento público), estamos unidos. A “Gerigonça” está sólida e é para durar.”

João Paulo Correia

Deputado do PS

Perante os jornalistas, João Paulo Correia referiu que o PS desconhece ainda qual será o sentido de voto esta tarde do Bloco de Esquerda e do PCP face às resoluções apresentadas pelo PSD e CDS-PP. Mas procurou, novamente, passar uma ideia de estabilidade na solução política que suporta o executivo minoritário socialista.

“Temos superado com sucesso todas as provas que nos têm sido colocadas. Hoje e no futuro viveremos mais um bom momento da ‘Geringonça’”, acrescentou.

Comentários ({{ total }})

PS confirma voto contra todas as resoluções do Programa de Estabilidade

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião