Sugestões para a nova lei da habitação? Pode enviar até 13 de julho

  • ECO
  • 17 Maio 2018

O PS está aberto a sugestões e pareceres, que poderão ser enviados por email ou por carta dirigida ao Parlamento.

O projeto da lei de bases da habitação, apresentado pelo Partido Socialista (PS) no mês passado, vai estar em discussão pública até ao dia 13 de julho, momento a partir do qual passará a ser discutido pelos deputados no Parlamento. Até esse dia, os cidadãos podem enviar sugestões de alteração ao documento.

O Projeto de Lei nº 843/XIII foi desenhado pela deputada socialista Helena Roseta e visa “garantir a todos o acesso efetivo a uma habitação condigna”, definindo, para isso, políticas públicas de habitação, que promovam tanto o acesso ao arrendamento como à casa própria.

Entre outras medidas, o projeto propõe que o Estado possa “requisitar temporariamente” casas que estejam devolutas, para colocá-las o mercado da habitação. Na prática, o Estado retira a casa desocupada ao proprietário por um período determinado, reabilita-a e paga ao proprietário uma compensação, durante esse período, pelo uso do imóvel.

Outra das propostas vem permitir que as autarquias possam furar os limites de endividamento fixados na Lei das Finanças Locais, quando seja preciso dar resposta a carências habitacionais.

O PS está agora aberto a sugestões e pareceres, que poderão ser enviados para o endereço discussaopublica-habitacao@ar.parlamento.pt, ou por carta dirigida à Comissão do Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e Habitação da Assembleia da República.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Sugestões para a nova lei da habitação? Pode enviar até 13 de julho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião