Alívio nos juros da dívida puxa pelas bolsas. BCP brilha em Lisboa

  • Rita Atalaia
  • 11 Junho 2018

O alívio dos juros na Europa levou o BCP a subir mais de 3% no arranque da semana. Um desempenho que deu um novo ânimo à bolsa nacional: o PSI-20 subiu 0,57%.

O BCP subiu mais de 3% no arranque da semana, numa sessão marcada pelo alívio dos juros em todo a Europa. A forte subida da instituição financeira acabou por dar um novo impulso à bolsa de Lisboa. Em conjunto com a EDP Renováveis, ajudou a praça nacional subir quase 0,6%.

Neste contexto, o índice de referência nacional encerrou em alta de 0,57% para 5.647,43 pontos. A justificar esta subida esteve o BCP. O banco ainda liderado por Nuno Amado (falta a aprovação do Banco Central Europeu para Maya assumir o cargo) acelerou 3,13% para 27,37 cêntimos. Esta recuperação acompanha o movimento no restante setor bancário europeu, numa altura em que os juros da dívida aliviam de forma generalizada.

Depois de vários dias de tensões oriundas de Itália, o cenário começa a ser mais promissor. Os juros da dívida italiana a dez anos recuaram no início da semana, levando atrás os juros dos outros países, incluindo Portugal. A taxa de juro a dez anos das obrigações nacionais está nos 1,96%,

Ainda do lado dos ganhos, destaque para a EDP Renováveis, que subiu 1,17% para 8,2450 euros. Mas também para a Galp Energia, que valorizou 1,03% para 16,25 euros. A contrariar este sentimento positivo seguiu a EDP — a elétrica caiu 0,12% depois de a administração ter considerado o preço oferecido pela China Three Gorges baixo — mas também a Jerónimo Martins (-0,34%) e os CTT (-0,50%).

A subida do PSI-20 está em linha com a valorização de 0,77% do Stoxx 600, numa semana que será marcada por vários eventos de relevo, nomeadamente as decisões de política monetária da Reserva Federal dos EUA e do BCE. E ainda a cimeira entre os EUA e a Coreia do Norte. Donald Trump e Kim Jong-un têm encontro marcado em Singapura e os investidores vão estar atentos a potenciais desenvolvimentos nas relações entre as duas nações.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Alívio nos juros da dívida puxa pelas bolsas. BCP brilha em Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião