Macron defende sanções financeiras a quem recusar acolher migrantes

  • Lusa
  • 23 Junho 2018

Emmanuel Macron disse-se, este sábado, favorável à criação de sanções económicas contra os países da União Europeia que recusem receber migrantes.

O Presidente francês, Emmanuel Macron, mostrou-se, este sábado, a favor de sanções económicas contra os países da União Europeia (UE) que se recusam receber os migrantes.

Durante uma conferência de imprensa com o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sanchez, o Presidente francês afirmou: “Não podemos ter países que beneficiam esmagadoramente da solidariedade da UE e esmagadoramente reivindicam o seu egoísmo nacional quando se refere a assuntos migratórios”.

Emmanuel Macron mostrou-se “favorável à existência de sanções aplicadas em caso de não solidariedade (…), que as condições sobre este assunto sejam colocadas quanto ao financiamento de ajudas estruturais”, e precisou: “Sou muito a favor de mecanismos que levem isso em conta, é um debate que virá no devido tempo”.

O chefe de Estado francês e o novo primeiro-ministro espanhol expressaram também este sábado, naquele encontro, apoio à criação de centros de acolhimento fechados em países europeus, à chegada dos migrantes, destinados a estudar cada processo tendo em vista conceder asilo ou acompanhar o regresso ao país de origem.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Macron defende sanções financeiras a quem recusar acolher migrantes

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião