Faltam moedas de 5 e 10 cêntimos. Banco de Portugal teve de encomendar mais

  • ECO
  • 25 Junho 2018

A elevada procura por moedas de 5 e 10 cêntimos levou o Banco de Portugal a antecipar no ano passado parte da compra de moeda prevista para este ano.

A forte procura por moedas de 5 e 10 cêntimos levou o Banco de Portugal (BdP) a antecipar, no ano passado, parte da compra de moeda prevista para este ano. Isto depois de a Imprensa Nacional Casa da Moeda ter produzido 231 milhões de moedas em 2017, o maior pedido anual em 15 anos.

De acordo com o Correio da Manhã (acesso pago), o BdP alterou a encomenda de moedas que tinha feito inicialmente. Este pedido fez com que Unidade de Moeda da Imprensa Nacional tivesse de “trabalhar em regime de turnos” para “satisfazer esta produção de moeda corrente”, de acordo com o relatório e contas de 2017 desta entidade.

O banco liderado por Carlos Costa explica que a procura por moedas de 5 e 10 cêntimos é influenciada pela “pela existência de mais ou menos máquinas que aceitem pagamentos com moedas e pelos preços dos transportes públicos, das portagens e do tabaco”.

Além disso, para satisfazer a necessidade de moedas de 1 e 2 cêntimos, e para escoar parte da moeda de 2 euros — um excedente que se deve à visita dos turistas a Portugal — o BdP trocou 270 milhões de moedas com o Banco Central da Irlanda.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Faltam moedas de 5 e 10 cêntimos. Banco de Portugal teve de encomendar mais

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião